Inicio
 Quem Somos
 Ano Novo 2016
 Ano Novo 2017
 EMF Balancing Technique®
 EMF - Malha e Profissionais
 EMF 12 Capas do DNA Estilo Fênix
 FASES V a VIII
 Fases IX a XII
 iPhoenix Coração Dourado
 Reflexos
 Som e a EMF
 As Ondas
 O Simbolo Perdido - EMF
 EMF para Crianças
 Crianças Indigo/Cristal
 Crianças - Ativid/Depoimentos
 Ativação da Pineal
 Biosintonia®
 Florais de S.Germain
 Astrologia
 Ativação do Nono Portal 11:11 - Solara
 Atualidades -
 Atualizações/Mensagens
 AVAAZ
 Avatar Sathya Sai Baba 23/11
 Braco
 Cartas de Cristo
 Celia Fenn - Textos
 Celia Fenn II - Textos
 Celia Fenn III - Textos
 Chico Xavier/Emmanuel e Divaldo
 Códigos de Cura
 Corpo
 Codex
 Cromoterapia
 Crop Circles
 Curso em Milagres
 Dalai Lama
 Decretos e Orações
 Deepak Chopra
 Dr Hamer
 Dr Hurtak
 Dr. Joshua David Stone
 Dr Lair Ribeiro
 Dr. Todd Ovokaitys
 Doreen Virtue
 Eckhart Tolle
 Frequencia Índigo
 Festival do Wesak
 Festival de Asala
 Florais de Bach
 Foto Kirlian
 Gregg Braden - Textos
 Grigori Grabovoi
 Grupo de Estudos
 Ho'ponopono
 Kuan Yin
 Kundalini Yoga
 Karen Bishop
 Ki-Reiki Yoga
 Kryon - Textos
 Louise Hay e Ressentimento
 Links para Mensagens
 Luminária de Cristal Himalaia
 Matias de Stefano
 Mãe Maria - Textos e Vídeos
 Meditação versus Cérebro
 Miguel - Regente das Milicias Celestes
 Metatron - Textos
 Médicos
 M R S 2000- VITALIFE
 Ouro Coloidal e Prata Coloidal
 Natal
 Osho
 Portal 11-11-11 Momento Cósmico
 Portal 12.12.12 Ascensão
 Previsões 2013 e...
 Radiação > danos a saúde
 Ronna Hermann
 Saint Germanin - Natalie 06.2013
 Sri Aurobindo e Aivanhov
 Tachyons
 Sri Prem Baba
 Telefone Celular riscos
 Tobias - Textos
 Vacinas - Pare!
 Variedades - Diversos
 Cursos/Workshops
 Galeria de Vídeos
 Galeria de Fotos
 Artigos
 Links
 Contato

 

Crop Circles

Mistério mais profundo e fascinante da atualidade
Por imycena
<
http://imycena.files.wordpress.com/2008/10/crop-circles.jpg>

Os “círculos” nas colheitas, ou “crop circles”, como ficaram conhecidas as manifestações pictóricas ocorridas nos campos de cultivo da Europa e agora também em outros países são um dos mais fascinantes e profundos mistérios da atualidade. Embora sejam relacionados à atividade humana, nenhuma evidência comprovada foi encontrada nos círculos “autênticos”.

Nestes casos, nos círculos, ou em sua proximidade, nunca foram encontrados quaisquer traços ou pistas que indicassem como foram feitos ou por quem. Não há pegadas de pessoas, ou marcas de pneus de veículos, nem sinal de que as plantas em seu interior tenham sido manipuladas por humanos. Simplesmente, os círculos surgem do nada, portando uma mensagem inexplicável e desafiando nossa inteligência e tecnologia.

Duas organizações vêm fazendo estudo do solo dos círculos. Elas são o Center for Crop Circles Studies in England e uma organização conhecida como ADAS Ltd., trabalhando com o Ministério da Agricultura Inglês. Uma das coisas que eles descobriram é que os solos adquirem uma quantidade anormal de hidrogênio após cada formação. O único modo desta quantidade de hidrogênio aparecer assim seria se o solo recebesse uma carga elétrica extremamente forte.

A origem do fenômeno é bem mais complexa. Alguns estudiosos ingleses encontraram na capa de um tablóide londrino, datado de 22 de agosto de 1678, uma narrativa que faz menção à lenda do “Demônio Ceifador”, relatando a existência de misteriosos círculos nas plantações inglesas já naquela época.

Em outros casos, pessoas foram condenadas pela igreja por utilizar grãos provenientes dos círculos pra celebração de rituais de fertilidade. Também foram relatados casos nas décadas de 1930 e 40, alertando sobre o fenômeno. Com o passar dos anos as figuras foram se tornando cada vez mais complexas, primeiro eram circunferências simples, depois surgiram circunferências duplas, triplas, quádruplas, quíntuplas, círculos com anéis, figuras triangulares, ovais, espirais, etc. e assim o mistério continua, os círculos viraram símbolos e depois figuras complexas e extraordinárias. E com o aumento na quantidade e complexidade das figuras a cada ano, ficava evidente que aqueles misteriosos desenhos jamais poderiam ser feitos por mãos humanas, pois mesmo que tivesse uma multidão de pessoas desocupadas e interessadas em produzir tal fenômeno não iriam dar conta das centenas de círculos que já viam sendo catalogados em todo o interior da Inglaterra.

Com tal aumento na complexidade dos chamados Círculos Ingleses, ficou descartada a teoria inicial de que os círculos seriam simples marcas de trens de pouso de naves alienígenas. Ufólogos, geólogos, biólogos, matemáticos, físicos, astrônomos e céticos se revezam no mundo inteiro para tentar explicar este fenômeno, alguns com bons argumentos, outros chegam a ser ate ridículos, como a história divulgada pela TV Inglesa no final de 1991, de que dois velhinhos Doug e Dave, teriam feito tais desenhos durante a noite usando a simples técnica de puxar uma tábua amarrada a uma corda por sobre os trigais. Logo os céticos do mundo inteiro deram como encerrado o problema e desvendado o mistério.

Mas o que ocorreu nos anos seguintes foi uma explosão do fenômeno (mais de 3000) por regiões tão distantes e de forma tão acelerada que a dupla de velhinhos já não era capaz de realizá-los, exceto pela imaginação. Quando perguntados sobre as técnicas empregadas, muitas vezes titubeavam e não conseguiam dar explicações consistentes sobre as construções das imagens e muito menos sobre sua execução.

Descartando completamente a hipótese dos céticos sobre a autoria humana das imagens e voltando-se ao fenômeno original, observamos que as formações seguem padrões de geometria euclidiana, com complexas formas e motivos, atualmente com várias manifestações baseadas em geometria fractal e simbologia matemática, rica em mensagens codificadas sobre lavouras de grãos ao redor do mundo.

Mas o que temos de concreto até o momento?
1. Sabemos da pesquisa científica que eles são formados (as genuínas formações) por uma energia capaz de alterar a estrutura molecular da planta sem danificá-la. Além disso, também é capaz de alterar a taxa de crescimento e o seu padrão.
2. A energia envolvida parece ser benigna, mas sua natureza ainda é desconhecida.
3. Algumas formações irradiam uma onda de aproximadamente 5.7 Hz no espectro eletromagnético.
4. Ocorrem às vezes paralelamente ao avistamento de Ovnis.
5. Mesmo após a colheita, a forma dos círculos tem permanecido na terra durante pelo menos seis meses em alguns casos. Isto não pode ser conseguido por “formações na colheita” feitas por humanos.
6. Em algumas das formações, bússolas giram denotando uma anomalia magnética presente.
7. A plantação fora da formação não exibe as mesmas características encontradas dentro do círculo.

8. Não há nenhum nível de consistência. Em algumas formações temos o fator som, as anomalias magnéticas e impressões no solo, mas isto não quer dizer que iremos encontrar as mesmas características na próxima formação. Ainda assim, pode-se mostrar que os novos círculos fazem parte de uma formação genuína.

9. Se nenhum ser humano entrar na formação, a colheita (plantação) continuará crescendo e o fazendeiro não vai perder qualquer grão.

Assim, o que nós temos? Lindos padrões geométricos nos campos que desafiam nossas leis de lógica, da física e argumentos. Mas eles continuam aparecendo pelo mundo afora! Eles parecem ter um profundo efeito espiritual em todos os visitantes ou pesquisadores. Talvez, se nada mais houver, esta seja a razão da sua existência.

Olhando de perto

“Para cada coisa que acredito saber, dou-me conta de nove que ignoro.” (Provérbio Árabe)

Mas o que os cientistas dizem a respeito? Existe algum trabalho sério sendo conduzido neste campo? O que se tem realizado são pesquisas ainda incipientes e nenhuma com respaldo de grandes instituições. Entretanto com a multiplicação do fenômeno acredita-se que mais cientistas voltem os olhos para o fenômeno e tenham iniciativa para realizar estudos aprofundados. Nos últimos meses, alguns pesquisadores tem se voltado para decifrar os códigos matemáticos impressos nas imagens. O resultado tem sido fascinante. Muitas das imagens produzidas este ano foram relacionadas a eventos astronômicos, como o eclipse de 1º de agosto, onde vemos várias alusões ao alinhamento planetário. Outra fascinante descoberta foi realizada pelo astrofísico Michael Reed em decifrar uma imagem aparecida em julho deste ano próxima ao castelo Barbury, em Wilts, que continha claramente os dez dígitos do número Pi, a mais ubiqua de todas as constantes matemáticas. Segundo ele, “O pequeno ponto próximo ao centro representa o algarismo decimal, o décimo dígito foi corretamente aproximado, os segmentos angulares representam os dígitos com o salto do raio, de acordo com o valor de cada um, e começando por contar desde o centro, obtém-se exatamente o valor dos dez primeiros dígitos de pi: 3.141592654″

 <
http://imycena.files.wordpress.com/2008/10/crop404_679706c1.jpg>

Outro aspecto fascinante das manifestações é a marca deixada nas plantas. As alterações biofísicas são de um grau desconhecido na sua origem, mas algumas simulações demonstraram que a aplicação de alta carga energética pode produzir efeitos semelhantes na estrutura das plantas. Outros estudos tem sido conduzidos por biofísicos e biólogos moleculares no tocante à estas alterações, bastante peculiares e também impossíveis de serem produzidas por mãos (ou pés) humanos. Alguns estudos comprovaram alterações na parede celular das plantas, bem como alterações cromossômicas e embrionárias nas sementes. Entretanto até o momento nenhum estudo amplo foi publicado.

 <
http://imycena.files.wordpress.com/2008/10/wheatstemsdetail.jpg>

 <
http://imycena.files.wordpress.com/2008/10/wheatstems2.gif>

Conforme estas imagens produzidas na Polônia, onde um círculo foi observado em agosto deste ano, as características são semelhantes as demais manifestações, onde as plantas são “dobradas” a mais ou menos 20% da altura, produzindo nódulos no caule com detalhes interessantes, formando um “cotovelo”, que pode ser desenvolvido pela própria planta por pressão de crescimento, porém de forma muito mais lenta do que o ocorrido nas aparições, e nunca na mesma altura da haste e na direção paralela ao solo.

Indo além nas explicações

Testemunhas oculares que presenciaram formações alegam que os desenhos são frutos da manifestação de bolas luminosas, que podem estar agrupadas ou só, onde flutuam sobre as plantações geralmente durante a madrugada. Um vídeo controverso produzido por uma testemunha mostra uma formação em tempo real do círculo pelos ditos ovnis. Numa velocidade surpreendente, o desenho formado pelas plantas dobradas apresenta as mesmas características dos círculos autênticos. Este vídeo esta disponível aqui <
http://ie.youtube.com/watch?v=6M6vP8-SbU0&NR=1> . Todavia parece que este é o único material produzido em vídeo até hoje sobre o fenômeno, embora multidões de pesquisadorese curiosos tenham tentado registrar estes eventos. Sempre ocorrem fatos inexplicáveis, como alterações no equipamento, descarga das baterias e até esquecimento de por a fita na câmera (sic).

Partindo do pressuposto de que as formas geométricas são originárias de manifestações energéticas desconhecidas, as bolas de luz ou quaisquer outro objeto voador não identificado traduz nossa total ignorância sobre física, principalmente após um século de descobertas quânticas. Descobiu-se que nosso universo é permeado por uma energia infinitamente maior e desconhecida: a chamada energia negra. De fato, esta energia não é escura, e foi apenas um nome escolhido para representá-la, talvez por ser escura para nosso entendimento.

Segundo a renomada bióloga evolutiva Elisabeth Sahtouris <
http://www.sahtouris.com/ > ,

 o universo é permeado por formas de energia criativa, presente em todo o cosmos, que diz ainda: “ Nós precisamos conhecer de forma coletiva o que a ciência ocidental está agora descobrindo : a humanidade e o resto do nosso mundo vivo estão inseridos em uma realidade bem maior e fundamentalmente diferente do que é visto como paradigma nas correntes científicas . Estamos colocando nossa visão em um Universo eletromagnético material não vivente com uma maior realidade não física de inteligência consciente como a fonte científica conhecida como energia e matéria - uma fonte cósmica que tem sido conhecida em muitas culturas humanas desde os tempos antigos. É fundamentalmente consciente e criativo, transformando e transmutando Universos materiais em outras formas criativas de energia."

 

 
 
 Talvez estes fenômenos representem uma ótima oportunidade para a humanidade dar um salto significativo em seu desenvolvimento, não apenas pensando em que algo “extraterrestre” seja responsável pela salvação de nosso destino, mas que isto apenas está em nossas mãos, como nunca antes…
WWW.pax.org.br
 

Para maiores informações visite a seção de Artigos ou consulte-nos através do fone (11)2157 7035 e 8429 7035 ou do menu Contato.

 

Voltar ao topo

Voltar a página Inicial Copyrigth© 2009. Desenvolvido por <Pluriweb>